Confira a programação da

Em breve novidades, aguarde

O que está definido para a Festa da Uva 2019 em Caxias do Sul

04/11/2018

O que está definido para a Festa da Uva 2019 em Caxias do Sul

A 112 dias do início da maior festa popular de Caxias do Sul, o Pioneiro traz um tour pelo parque onde ficam os pavilhões-sede do evento e mostra o que já está definido e o que ainda está previsto para ocorrer entre 22 de fevereiro e 10 de março do ano que vem nas áreas de gastronomia, cultura, comércio e lazer.

Nesta segunda-feira (5), a comissão comunitária da Festa da Uva de 2019 inaugura o site oficial do evento, festadauva.com.br. A partir daí, as pessoas já poderão adquirir ingressos tanto para acessar o parque quanto para os shows, que serão divulgados em pílulas na mesma página. Por enquanto, o site — que está ativo há algumas semanas — traz a data do evento, o tema, os personagens que representam os pilares da festa, as soberanas, uma imagem da Réplica de Caxias - 1885, os nomes que identificarão os pavilhões, as datas dos dois desfiles de rua e o anúncio dos desfiles que ocorrerão na alameda do parque, um banner dizendo que haverá atrações musicais de rock, pop, reggae, sertanejo e funk, além do nome dos patrocinadores.

Segundo a presidente da comissão, Sandra Randon, a preocupação sempre foi divulgar o que já está confirmado. Os shows nacionais, por exemplo, estão em fase de assinatura de contratos e serão anunciados um a um. Assim como na edição de 2016, neste ano, haverá possibilidade de compra de ingressos pela internet.

— O site vai possibilitar que as pessoas comprem seus ingressos via online. Ali também estarão as informações importantes de cada pavilhão e será abastecido até o início da Festa com todas as novidades — explica Sandra.

Por meio do site, a pessoa poderá baixar um aplicativo e, nele, adquirir os ingressos tanto para o acesso simples ao parque quanto para os shows (camarotes, pista e áreas especiais). Os primeiros lotes de ingressos serão vendidos ao preço promocional de R$ 10. Depois, o preço será de R$ 16 nos dias de semana e R$ 25 aos sábados e domingos — na edição de 2016, os valores eram, respectivamente, R$ 12 e R$ 15. Também será possível adquirir pacotes e parcelar o valor no cartão de crédito.

Foco no visitante

Ainda conforme a comissão, todos os detalhes foram pensados com o foco no conforto do visitante. Daí, a ideia de recepcionar as pessoas que chegam ao parque com a distribuição de uva — personagem principal da festa, e que antes era entregue no final.

— Ingressando no parque, a entrega de uva é para que a pessoa se sinta acolhida — comenta Luciano Pereira, diretor executivo da comissão.

Outra diferença em relação aos anos anteriores é que, de segunda a quinta-feira, das 11h às 12h30min, não será cobrada entrada. Isso para que os visitantes possam almoçar nas dependências do parque, aproveitando a gastronomia, que será um dos destaques. O intuito também é atrair o público que cultiva hábitos mais diurnos do que noturnos, como as famílias e as pessoas com mais idade. A expectativa é superar o número de visitantes da última edição, que girou em torno de 980 mil, e receber mais de um milhão de pessoas.

— O objetivo, que é o tema da nossa festa, Viva Una Bela Giornada, é que a pessoa se sinta literalmente em uma festa, cercada de cultura, de comida, de bebida, sentada, podendo assistir a uma apresentação de dança típica da nossa região, folclórica gaúcha ou polonesa. Queremos envolver o visitante nesse conteúdo, nessa atmosfera de celebração e compartilhamento — diz Sandra.

Olimpíadas Coloniais

Estão previstas algumas atividades, com resgate de modalidades que figuraram em edições no passado, mas ainda está em fase de planeja-mento.

MAPA: Veja o que os Pavilhões oferecerão aos visitantes

Um modelo para as próximas Festas
CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 01/11/2018. Parque da Festa da Uva está em obras. Melhorias são para os próximos eventos, como a festa do ano que vem. Estão sendo feitas rampas e colocação de piso tátil para a acessibilidade no parque. (Porthus Junior/Agência RBS)
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

A comissão organizadora da Festa da Uva acredita que o evento pode ser autossustentável. Para realizar a festa de 2019 serão investidos R$ 17 milhões — em 2016, foram R$ 16,8 milhões. A maior parte dos recursos (60%) vem de patrocinadores — mais de 90% já fechados. Os outros 40% devem vir da bilheteria e da venda de espaços para expositores. Além disso, foram captados R$ 250 mil via Lei de Incentivo à Cultura (LIC) estadual e R$ 70 mil da LIC municipal para a parte dos shows.

— Acreditamos que temos potencial, capacidade, a cidade tem condições, temos de sair dessa zona de conforto de festa bianual e começar a pensar estrategicamente o que a cidade vai ganhar em a festa acontecer todos os anos. A uva está no parreiral todos os anos. Então, por que não celebrar a festa anualmente? — sugere Sandra Randon, presidente da comissão comunitária.

Para tornar a festa deste ano referência para próximas edições, pontos que geraram críticas em anos anteriores terão atenção reforçada, como a limpeza do parque, que terá investimento maior do que a segurança. Além disso, foi pensado no conforto das pessoas ao circularem pelo pavilhão do comércio, que teve o número de expositores reduzido para um terço (95), possibilitando boxes maiores e com padrão para identidade visual. Os corredores ficaram mais espaçosos e entrecortados, ou seja, a pessoa não precisará mais seguir o fluxo até uma única saída. Também não haverá pontos de alimentação nesse espaço. A expectativa é estar com as áreas demarcadas até 7 de dezembro e começar a construção dos módulos de todos os pavilhões em 7 de janeiro.

Um terceiro calcanhar de Aquiles são os banheiros. Nesta edição, eles serão no formato de contêiner e não as unidades individuais que costumam ser utilizadas em grandes eventos. A quantidade de contêineres não foi definida.

Em relação ao calor, está sendo avaliada a possibilidade de reativar um sistema de ventilação no Pavilhão Nostra Gente. No Pavilhão do Comércio, os estandes foram recuados da lateral para não pegarem o sol direto. E o Pavilhão Itália (Centro de Eventos) terá cortinas do tipo blackout.

A comissão de Festa da Uva deverá abrir, em breve, contratação de pessoal para atuar em áreas como a bilheteria, limpeza, segurança, entre outras. Serão mais de 300 vagas. A forma de seleção será divulgada nos próximos dias.

O cenário de todo o evento, o Parque Mario Bernardino Ramos, já está em obras. A empresa Festa da Uva S.A. está fazendo melhorias no local. Quem passou pelo local nos últimos dias percebeu movimentação de máquinas e trabalhadores. Na entrada e no decorrer da alameda, foram construídas calçadas com rampas de acesso e faixas de piso tátil para dar acessibilidade.

Mais notícias

Há 17 dias

O que está definido para a Festa da Uva 2019 em Caxias do Sul

A 112 dias do início da maior festa popular de Caxias do Sul, o Pioneiro traz um tour pelo parque onde ficam os pavilhões-sede do evento e mostra o que já está definido e o que ainda está previsto para ...

Notícia completa

Há 21 dias

Vila dos Distritos valorizará cultura e essência do povo de Caxias do Sul na Festa da Uva 2019

Uma viagem ao interior de Caxias do Sul com suas praças peculiares, os moinhos que movimentam a produção, as terras de onde brotam os alimentos e as pessoas que traduzem a simplicidade do interior. Este será o cenário da Vila ...

Notícia completa

Há 27 dias

Comissão Comunitária da Festa da Uva 2019 intensifica trabalho de organização

Caxias do Sul (RS) – Faltando menos de quatro meses para a 32.ª Edição da Festa da Uva, que vai acontecer entre os dias 22 de fevereiro e 10 de março de 2019, em Caxias do Sul, a Comissão Comunitária ...

Notícia completa

Em Out/18

Soberanas desfilam na Oktoberfest de Santa Cruz do Sul

Faltando quatro meses para o início da Festa da Uva 2019, a rainha Maiara Perottoni (centro) e as princesas Viviane Piamolini Gaelzer (à direita) e Milena Remus Caregnato intensificam a divulgação do evento, inclusive com a participação em outras festas ...

Notícia completa
Siga

A festa
da uva

nas redes sociais